Causas da Hipertensão Arterial

Uma das doenças que mais atingem pessoas no mundo, a hipertensão arterial consiste na elevação dos níveis de pressão arterial, que é a força com a qual o coração bombeia o sangue através dos vasos, e as causas da hipertensão ainda são pouco conhecidas. É um problema muito sério, pois tem sintomas pouco identificáveis e muitas vezes nem existentes, sendo uma doença silenciosa e só reconhecida pelas lesões dos órgãos atingidos, comprometendo o coração, cérebro, rins, vasos e visão. Há dois tipos de causas da hipertensão arterial, o que a separa em classes diferentes: hipertensão essencial (ou primária) e hipertensão secundária. De maior frequência, a hipertensão essencial surge sem causa esclarecida, diferente da segunda, que é provocada por conta de alguma doença, como problemas renais, respiratórios ou hormonais.

causas da hipertensao arterial medicoSegundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), 600 milhões de pessoas no mundo sofre de hipertensão arterial, o que representa 1 em cada 3 adultos. No Brasil, de acordo com a Sociedade Brasileira de Hipertensão (SBH), 95% das pessoas hipertensas desconhece que são portadoras da doença. Conhecida também como “pressão alta”, esse mal é responsável por quase metade das ocorrências de afastamento do trabalho, além de ser grande parte dos casos de consultas médicas nos centros de saúde, o que gera um grande impacto nesse setor, principalmente no público.

Quais são as causas da hipertensão arterial?

Como mencionado no início do texto,  há duas diferentes categorias, baseadas nas causas da hipertensão arterial: a hipertensão primária, que é a que surge sem causa evidente, e a hipertensão secundária, que ocorre devido a uma doença identificável que o paciente tenha, de ocorrência mais rara. 

promoção cardiologista

Hipertensão arterial primária (essencial)

É o maior grupo de causas da hipertensão, e acredita-se que praticamente todos os casos diagnosticados de pressão alta não possuem origens claras, o que definimos como hipertensão essencial. O que se sabe é que esse tipo de hipertensão pode ser estimulada por múltiplos fatores genéticos e ainda hábitos de vida do paciente. Dentre os processos responsáveis pela elevação da pressão arterial primária estão um aumento de absorção de sal pelos rins, um nível exagerado de resposta dos vasos sanguíneos a estímulos nervosos e a perda da capacidade elástica das artérias, o que as torna mais rígidas.

Não se sabe o porquê destas alterações surgirem em algumas pessoas, mesmo identificando certos fatores de risco para a hipertensão primária. Esse tipo de hipertensão arterial surge em geral de forma gradativa, evoluindo negativamente ao longo do tempo, piorando ao longo dos anos.

causas da hipertensão arterial sal

Hipertensão arterial secundária

Menos frequente entre a população, a pressão alta secundária surge quando é possível identificar uma causa (um problema de saúde anterior). Diferente da primária, as causas da hipertensão arterial secundária são localizáveis e portanto, mais fáceis de serem avaliadas. Assim, há exemplos de doenças que agem simultaneamente e funcionam como causas da hipertensão arterial e a estimula: doença do parênquima renal; aldosteronismo primário; problemas renovasculares; males relacionados à gestação; uso de medicamentos; como corticosteroides, anticoncepcionais ou anti-inflamatórios, que podem agir na vasoconstrição; hipertensão relacionada ao feocromocitoma (tipo de tumor que produz substâncias vasoconstritoras que aumentam a pressão arterial, provocando taquicardia, cefaleia e sudorese). As doenças renais frequentemente são responsáveis pelo surgimento de hipertensão secundária, já que o órgão é quem mais controla o volume de água e sódio do organismo, fatores que colaboram para o aumento da pressão arterial.

Ao contrário da hipertensão essencial que costuma piorar progressivamente, a hipertensão secundária costuma iniciar abruptamente, já com níveis altos. É possível identificar alguns fatores de risco, que são fatores que aumentam a chances de um indivíduo apresentar tanto hipertensão essencial como secundária, como listaremos a seguir. Lembrando que nenhum dos fatores sozinho é capaz de causar a pressão alta.

causas hipertensão arterial rins

Fatores de risco que colaboram para a Hipertensão Arterial Primária

  • História familiar: é evidente que fatores genéticos têm grande influência na hipertensão primária é muito conhecida. Segundo estudos, pacientes com pelo menos um parente de primeiro grau que apresente a doença têm o dobro de chances de desenvolver pressão alta
  • Excesso no consumo de sal: pessoas que ingerem mais de 5g de sal por dia apresentam maior risco de terem hipertensão arterial, já que a substância eleva a pressão arterial ao provocar alterações nos vasos sanguíneos, como o aumento  de volume de líquidos nos vasos, a fim de diluir o sódio no sangue e a constrição das artérias pelo sódio, aumentando a da passagem do sangue
  • Obesidade: o excesso de peso é outro importante fator de risco para a hipertensão arterial. Pessoas obesas apresentam mais chances de apresentarem pressão alta do que indivíduos saudáveis
  • Cor da pele: ainda não se sabe bem por que negros sofrem mais de hipertensão primária que pessoas de outras etnias, além de ter início mais cedo, se agravar mais e terem uma pressão arterial mais sensível ao consumo de sal
  • Consumo de álcool: O consumo diário de álcool aumenta em 2x o risco de hipertensão e quanto maior o volume regular de álcool ingerido, maior é o risco
  • Faixa etária: quanto mais velha é a pessoa, maior o risco de desenvolver hipertensão. Isto ocorre porque com o passar dos anos os vasos sanguíneos vão sofrendo um processo chamado de arteriosclerose, que é o endurecimento da parede das artérias, fazendo com que as mesmas percam elasticidade e capacidade de se acomodar de acordo com as variações da pressão arterial
  • Colesterol alto: o colesterol elevado aumenta a deposição de gordura nas artérias e leva ao aumento da pressão arterial
  • Sedentarismo: a falta de exercício físico também é um fator de risco para hipertensão arterial, já que a prática de atividades físicas diminui os níveis circulantes de adrenalina, que causa constrição das artérias e posterior vasodilatação. O sedentarismo ainda contribui para o sobrepeso e aumento do colesterol
  • Tabagismo: O cigarro não só causa aumento imediato da pressão arterial, mas também acelera o mecanismo de arteriosclerose, deixando os vasos rígidos
  • Anticoncepcionais orais:  a pílula anticoncepcional costuma aumentar a pressão arterial de modo discreto, porém mesmo assim é um fator de risco.

causas da hipertensão arterial obesidade

Fatores de risco que colaboram para a Hipertensão Arterial Secundária

Como dito, a hipertensão secundária sempre tem uma origem bem definida, geralmente uma doença que leva ao aumento da pressão e pode portando ser uma das causas da hipertensão. Porém, é importante ressaltar que 95% dos casos de hipertensão arterial são primárias, e não secundárias. As principais causas desse tipo de hipertensão são:

  • Insuficiência renal crônica: é uma das principais causas de hipertensão secundária, pois quando os rins funcionam mal, o corpo passa a ter dificuldade em eliminar o excesso de sal e líquidos, elevando a pressão arterial. O contrário também pode acontecer, já que uma pressão constantemente alta causa lesão dos vasos dos rins, podendo levar à insuficiência renal, criando um ciclo vicioso
  • Glomerulonefrite: os glomérulos têm filtros responsáveis por “limpar” o sangue, e quando se inflamam apresentam a hipertensão como parte do seu quadro clínico
  • Rins policísticos: pacientes com rins policísticos podem ter hipertensão mesmo quando ainda não demonstram alterações verificáveis da função renal
  • Feocromocitoma: um tumor maligno da glândula responsável pela produção de adrenalina, substância essa que em excesso pode levar à hipertensão
  • Estenose da artéria renal, que é o estreitamento em uma artéria e a consequente diminuição no aporte e sangue para o rim. Como a pressão do sangue que chega ao rim está muito baixa, este imagina que a pressão está baixa em todo corpo e passa a reter mais sal e líquidos para compensar esta falsa hipotensão
  • Aldosteronismo primário: provocado por uma espécie de tumor na glândula suprarenal e causa hipertensão aumentando a produção de um hormônio que age no rim aumentando a absorção de sódio
  • Síndrome de Cushing: é uma doença causada por excesso de corticoides no organismo, que aumenta a constrição dos vasos e aumenta portanto a pressão arterial
  • Apneia obstrutiva do sono: acomete principalmente obesos e se caracteriza por períodos de apneia (dificuldade de respiração) durante o sono
  • Doenças da tireoide: hipotireoidismo e o hipertireoidismo podem provocar hipertensão arterial.

causas da hipertensão arterial insuficiência renal

Convivendo com a doença

A hipertensão arterial não tem cura, mas se acompanhada e tratada por um bom médico, pode ser controlada e permitir uma vida normal ao paciente. Somente um especialista, geralmente um cardiologista, poderá avaliar e determinar a melhor solução para cada pessoa, que varia dependendo da situação. O tratamento para hipertensão nem sempre envolve o uso de medicamentos, porém, quando prescritos, deverão ser utilizados de forma correta e para o resto da vida, combinados com uma mudança de hábitos a fim de ter uma rotina saudável, com a prática diária de atividade física e uma boa dieta alimentar. E não esqueça: medir a pressão arterial ao menos uma vez ao ano é essencial para evitar alguma surpresa negativa e eventuais complicações.

causas da hipertensão arterial coração

No Hippo Drs. você agenda a sua consulta particular com um cardiologista de Ribeirão Preto e região em menos de 48 horas e com preços super especiais! O atendimento é rápido, humano e de qualidade.

promoção cardiologista

 

Deixe um comentário

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (21 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Comments are closed, but trackbacks and pingbacks are open.